O Rato que ruge

O Rato que ruge: "

DEU NO BLOG DO: Marco D'Eca

O blog publica abaixo comentário que o deputado Joaquim Haickel (PMDB) fez a respeito do DEM, após ler artigos dos blogs de Décio Sá e Mário Carvalho:


haickelDe alguma forma, essa lengalenga do DEM., me fez lembrar um filme muito bom chamado “O rato que ruge”, estrelado pelo maravilhoso Peter Sellers (O pequeno ducado de Grand Fenwick passa por maus momentos. Então, a Duquesa e o Primeiro Ministro bolam um plano para salvar seu país da falência: declarar guerra aos Estados Unidos e perder, para conseguir grandes quantias em ajuda econômica de pós-guerra. Só que se esqueceram de avisar ao chefe das forças invasoras que a intenção era perder a guerra)


Com o DEM. do Maranhão está acontecendo coisa se não semelhante, tão inusitada quanto, pois ele também é um rato que ruge. Vejamos: O DEM. é um partido que tem dois deputados federais (Nice Lobão e Clovis Fecury, cujo marido da primeira e o pai do segundo são os dois senadores do nosso estado, ambos pelo PMDB) e seis deputados estaduais (Max Barros, ex-secretario de infra-estrutura, Cesar Pires, ex- secretario de educação, Raimundo Cutrim, ex-secretario de segurança, Antonio Pereira, primeiro secretario da assembléia Legislativa, Francisco Gomes, Líder do governo na assembléia e Tatá Milhomem, líder da bancada do governo), logo se vê que o DEM. é um partido muito bem aquinhoado no atual governo bem como sempre o foi por nosso grupo político.


Pois bem, se a direção nacional do partido quiser obrigar a legenda no Maranhão a não coligar com o PMDB, PV, PP e PTB, muito possivelmente ela não elegerá nenhum deputado federal, pois não deverá alcançar os 180 mil votos necessários para isso. No caso dos deputados estaduais, só deverá eleger dois, isso acreditando na boa vontade e na abnegação daqueles que tenham menos votos e queiram ser bucha de canhão para eleger aqueles que deveram ser os mais votados (Max, Cesar e Cutrim, acredito que nessa ordem).


Há ainda a possibilidade da direção nacional do DEM. querer que o partido no Maranhão coligue com seu parceiro nacional, o PSDB, coisa que jamais será aceita pelos Tucanos Timbiras, pois se assim fizessem seriam engolidos pelos democratas, que individualmente têm muito mais votos que eles.


Moral da historia, o DEM. tem que se convencer que o melhor que faz é deixar seus deputados se elegerem, pois quem pode sair perdendo é o próprio partido que irá correr sério risco de diminuir sua bancada tanto na Câmara dos Deputados, em Brasília, quanto na Assembléia Legislativa, no Maranhão.


Outra coisa, é de uma retumbante incoerência o DEM. querer indicar para compor a nossa chapa majoritária um candidato não filiado ao seu partido, no caso o senador Mauro Fecury, do PMDB, pai do presidente estadual da legenda. Se caso ele exigisse que um de seus filiados figurasse na chapa como candidato a senador, eu até me calaria. Vejam bem que eu disse figurasse, pois é só o que acontecerá com um nome do DEM. que seja candidato a senador nas próximas eleições, ele irá ser apenas candidato, pois eleger-se será quase impossível. Como é que no meio de uma eleição difícil como será essa, nós ainda vamos ter que nos preocupar em eleger o senador fulano de tal do DEM., os deputados federais, marinheiro de primeira viagem e ruim de voto do PMDB e os nepóticos deputados estaduais.


Caso nosso grupo venha a ceder a essa pressão de um rato que ruge, para mim estará mais uma vez confirmada que eu fiz a escolha certa ao não querer me candidatar nas próximas eleições. Se isso acontecer estará mais que claro, mais valer um camundongo que ruge que um cabrito que berra e entre um camundongo e um cabrito, eu estou mais para o segundo.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos