José Reinaldo usa JP para atacar Roberto Rocha

José Reinaldo usa JP para atacar Roberto Rocha: "

Foi só o deputado Roberto Rocha (PSDB) colocar a cabeça de fora para começar a pegar as primeiras bordoadas. Sob o título de “Saída Honrosa”, a edição de sábado da coluna Estado Maior, de O Estado Maranhão (veja post abaixo), revelou a possibilidade do tucano tentar uma vaga ao Senado numa coligação com o PDT.


Roberto Rocha 080510Foi o bastante para os aliados do ex-governador José Reinaldo (PSB) e do ministro aposentado Edson Vidigal (PSDB) começarem a atacar Roberto. A edição deste domingo do Jornal Pequeno publica nada menos que quatro notas sobre o assunto. Como se sabe, o matutino segue o pensamento político do socialista.


Primeiro, o jornal insinua que a provável candidatura do tucano beneficiaria o grupo da governadora Roseana Sarney (PMDB). Depois afirma que somente a ameaça do deputado ser mesmo candidato ao Senado já estaria gerando crise na oposição.


“Essa história de candidatura do Roberto Rocha ao Senado interessa a quem mesmo? A Zé Reinaldo e a Vidigal é que não é. Dois dos principais expoentes da oposição na vitória de 2006, e pré-candidatos ao Senado, Reinaldo e ‘Vidiga’ não estão gostando nada dessa história. Resultado: desunião. Bom, o melhor mesmo é esperar ‘desanuviar’ mais um pouco”, diz o jornal na coluna que o diretor Lourival Bogéa assina com o pseudônimo de “Dr. Pêta”.


Como se sabe, José Reinaldo quer ser candidato a senador tirando todos os adversários do caminho. Ja cooptou Bira do Pindaré (PT) com uma “boquinha” para mulher dele na Assembleia Legislativa. E agora já investe contra Roberto.


O próprio deputado chegou a dizer que sua candidatura estaria incomodando o grupo Sarney. Como se viu hoje nas notas do JP, não é isso que parece estar acontecendo.


É por essa e por outras que o senador Epitácio Cafeteira (PTB) chamou essa turma de “Frente da Traição”.

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos