EM MEMÓRIA DE ARACELI CABRERA CRESPO

EM MEMÓRIA DE ARACELI CABRERA CRESPO: "
No dia 18 de maio de 1973, a menina ARACELI CABRERA CRESPO, de oito anos, saiu mais cedo da escola, através de um bilhete da mãe, traficante boliviana.

Ela mandara ARACELI entregar envelope, que continha drogas, num edifício de bairro nobre de Vitória-ES.

Ao chegar no endereço, a menina foi cruelmente atacada por um bando de jovens ensandecidos, “da melhor sociedade capixaba”, liderados por Dante Michellini, Dante Brito Michellini e Paulo Helal que a drogaram, estupraram, espancaram, mataram, desfiguraram com ácido.

Seu corpo violado foi encontrado seis dias depois, num matagal.

Seguiu-se uma escabrosa história de idas e vindas e voltas da polícia e da justiça. Até assassinato de um policial militar, que investigava o caso.

E por detrás do assassinatos, uma rede de tráfico entre o Brasil e a Bolivia, existente desde 1968. Os “melhores” advogados defenderam os suspeitos.

Mas em 1980, o juiz Hilton Sili condenou Dante Brito e Paulo a 19 anos de prisão, e Dante a cinco anos! Recorreram, em 1991,foram inocentados, um tapa na cara de toda a cidadania brasileira!

Em memória ao martírio da menina ARACELI CABRERA CRESPO o Brasil instituiu o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes”, 18 de maio!

Para que nenhuma menina mais sofra o que ARACELI sofreu!

Bem-aventuradas todas as Crianças, e você em especial, ARACELI! Deus te acolheu em seu reino de justiça e paz!
"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos