UFMA levará energia eólica para as ilhas do Arquipélago de Maiaú

UFMA levará energia eólica para as ilhas do Arquipélago de Maiaú: "


A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) firmou na manhã desta sexta-feira, 23, um convênio que tem como meta desenvolver a energia eólica para Região Norte do Maranhão. O projeto beneficiará milhares de moradores da circunscrição, além de contribuir para o crescimento do litoral maranhense e na expansão de melhorias na qualidade de vida dos habitantes. O acordo entre a Universidade e a Cemar, contou também com a presença do prefeito do município de Cururupu (a 431 quilômetros da capital), José Francisco Pestana.


Com esta assinatura, o projeto atenderia aproximadamente 50 ilhas do Arquipélago de Maiaú, a maior área de mangue do planeta, na qual anteriormente usava-se a energia a diesel como destaca o prefeito, o que atrapalhava a vida dos moradores e poluíam o ar desses locais, prejudicando o desenvolvimento pesqueiro e econômico da região.


“A assinatura do convênio mostra que o estado possui excelentes técnicos e que viabiliza a instauração de mais produtos na área de pescaria, assim como a utilização de energia e óleo diesel (utilizado nos barcos para pesca) e com o apoio da UFMA e da Cemar, visamos desenvolver a todos os municípios ligados à região, com grande carência de energia”, comentou o prefeito.


Para o professor do departamento de Física da UFMA e Coordenador do Convênio, Osvaldo Savedra, o acordo, tem por finalidade beneficiar aproximadamente 50 ilhas com um projeto de eletrificação através da utilização dos recursos do governo federal para implantação de energia eólica, o que beneficiaria as famílias dos locais.


O projeto foi uma iniciativa para o fornecimento de energia em áreas remotas, por ser um papel de relevância para UFMA, e por ser o litoral norte do estado, com áreas isoladas, como a Ilha dos Lençóis, as quais não possuem relação com os Lençóis Maranhenses, por exemplo, e que firma a concretização do convênio junto à Cemar, sendo que após a aprovação do projeto, este será elaborado em três meses, com a implantação concluída para o final de dezembro deste ano. (Da Ascom / UFMA)





"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini