O Silêncio dos Livros

O Silêncio dos Livros: "

Os artigos colocados neste blog não traduzem necessariamente s minha opinião. O meu propósito é levar informação sobre os problemas brasileiros na área da educação.


Gastão Vieira


Dep. Federal/ PMDB-MA



O Silêncio dos Livros


FONTE: Diário de Pernambuco


Nada ou quase nada é impresso no material didático nas escolas públicas do Brasil que aborde a diversidade sexual e suas conseqüências. A incômoda ausência ou omissão foi sentida na pesquisa que analisou 67 dos 99 títulos distribuídos pelo Programa nacional do Livro Didático (PNLD) às unidades do país (incluindo Pernambuco), do Ministério da Educação (MEC), responsável por fornecer o material à educação básica da rede pública. A diversidade sexual não é retratada nos livros. “Há um silêncio absoluto sobre esse tema, o que é insuficiente para uma política que se propõe a entender a homofobia”, observa a coordenadora da pesquisa, Tatuiana Lionço, doutora em pesquisa, da Universidade de Brasília. De acordo com a pesquisadora, esse silêncio também produz preconceito e prejudica o desempenho do estudante homossexual. “O silêncio tem uma dimensão produtiva porque ele diz que não se pode falar sobre homossexualidade na sociedade. A jomofobia é uma experiência de extrema solidão porque os espaços que seriam de proteção social, como a escola, mantêm a dinâmica homofóbica”, avalia. A coordenadora-geral de Direitos Humanos do MEC, Rosiléa Wille, afirma que abordagens da diversidade sexual já foram incluídas no PNLD. “É preciso elaborar editais mais qualificados, para que as editoras passem a incluir a homossexualidade e homofobia nas obras”. O estudo de análise dos 67 livros foi financiados pelo Programa Nacional de DST e Aids do Ministério da Saúde e pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (Undodc).

"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos