Jornalista é agredido pela guarda municipal de Timon

Jornalista é agredido pela guarda municipal de Timon: "

Por Magno ferreira


Todas as grandes conquistas da história do direito e das liberdades públicas, como, por exemplo, a abolição da escravatura e da servidão, a liberdade de profissão e de consciência, só puderam ser alcançadas através de séculos de lutas intensas e ininterruptas. Tais lutas, muitas vezes, foram marcadas pelo derramamento de sangue daqueles que se sentiam oprimidos e sedentos por liberdade.


No Brasil, a exemplo dos países precursores das liberdades públicas, tivemos momentos tumultuados de lutas, nas quais a história nos mostra os abusos, as atrocidades e de como foi difícil o reconhecimento dessas liberdades. Entretanto, com a promulgação da Constituição Federal de 1988, os direitos e garantias individuais foram concebidos de forma bastante clara.


Nessa formulação clara, destacam-se a Liberdade de Imprensa concebida nos artigos 5º, IX e 220.

“IX — é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;

Art. 220 — A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.


Não obstante estas liberdades estarem tuteladas e declaradas na Lei Maior, infelizmente, observamos que constantemente a liberdade de imprensa é violada por mal feitores que usam do poder para calar nossa voz, foi o que ocorreu na noite desta quarta-feira (28), onde a equipe de reportagem do portal Hoje.com cobria uma manifestação dos agentes de saúde da cidade de Timon, pela a efetivação da classe.O então presidente da câmara de vereadores Antônio Borges Pimentel Filho (Biú), usou do poder para tentar calar de forma grotesca o direito a liberdade de imprensa.


A guarda municipal de Timon,induzida pelo o presidente câmara de vereadores escorraçou toda a imprensa que estava cobrindo a manifestação, onde o Jornalista Edmundo Moreira foi brutalmente violentado pela guarda municipal.A imprensa de Timon está de luto com essa forma Hitlerista de tratar os profissionais da imprensa de nossa cidade.


Fica aqui meu total repudio a esse ato didator do presidente da câmara municapal de Timon-Ma


veja as fotos:





"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pepe Moreno: e o cego com três filhos aleijados

Expressões da violência no Maranhão serão debatidas em São Luis no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Faça uma doação para o Brechó Solidário do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini